SUPRA-RENOL®  250 ml

Aparelho urinário

Suplemento alimentar vegetal elaborado com extractos integrais de plantas silvestres, tradicional e cientificamente estudadas, vegetais que disponibilizam um aporte de nutrientes e substâncias fitoactivas que contribuem para o normal funcionamento do aparelho urinário, rins e bexiga.

Toma diária recomendada:

Adultos: 3 x 10 ml; 1 x 10 ml antes de cada refeição

Adolescentes: 3 x 5 ml; 1 x 5 ml antes de cada refeição

Crianças: 3 x 2,5 ml; 1 x 2,5 ml antes de cada refeição

 

Ingredientes:

Zea mays - Milho, estigma. Phyllantus niruri - Quebra pedra, planta. Prunus avium - Cereja, pedúnculo. Equisetum arvense - Cavalinha, planta. Juniperus communis - Zimbro, baga. Parietaria officinalis - Parietaria, planta. Persea gratissima - Abacateiro, folha. Marrubium vulgare - Marroio, planta.

Água purificada e ozonizada. Sorbitol. Álcool (1%).

SUPRA-RENOL - Da sua composição, realçamos algumas melhores plantas silvestres, tradicional e cientificamente estudadas, com efeito benéfico sobre o sistema urinário;

- As barbas de Milho ou estigmas são ricas em vitaminas A, vit. K3, vit. B1 e vit. B2. Em óleo gordo rico em ácido oleico e linoleico, em óleo essencial contendo carvacrol, terpenol, mentol, timol livre e esterificado, substâncias gomosas, saponinas, polifenóis, açucares redutores, mucilagens, betaína, ergosterol, β-sitosterol, ácido salicílico, sais de cálcio, alcalóides e glucósidos amargos. Atribui-se as propriedades diuréticas naturais à presença de substâncias gomosas e sais de cálcio. 

- Quebra-pedra, planta frequente em África e na Índia. É utilizada pelas suas propriedades naturais diuréticas, adstringentes e refrescantes nas afecções dos rins e vias urinárias. É rica em glicósidos (nirurina), princípios antihepatotóxicos, taninos (filantusina D) e transfitol.

- Pé de Cereja, pedúnculo rico em flavonóides, mucilagens e taninos, muito utilizado como diurético natural.

- A Cavalinha, planta silvestre que possui grande quantidade de sais minerais, com destaque para o potássio, ácido silícico e manganês, saponósidos (equisetonósido), flavonóides (glicósidos flavónicos), pectina e ácido equisético, utiliza-se pelas suas propriedades optimizadoras e remineralizante dado o elevado teor de silício que contém. 

- A baga de Zimbro é tradicionalmente utilizada nas afecções das vias urinárias. Contém hidrocarbonetos terpénicos (pineno e terpenol), açúcar invertido e juneperino (mistura de amargos).

- A Parietaria, rica em substâncias amargas, taninos, flavonoides, sais de potássio e oxalato de cálcio. Disponibiliza propriedades diuréticas, emolientes e depurativas normais.

- A folha do Abacateiro, empregue como contribui para o bom funcionamento dos rins e do fígado, é rica em taninos, clorofila, abacatina, sais minerais, vitaminas A, vit. B e vit. C. Proantocianidina dimérica, substância constituída pela união de 2 flavonóides: (+) catequina e tetrahidroxi-flavan-3, 4-Diol. 

- O Marroio, planta rica em substâncias amargas, marrubina (diterpeno de sabor amargo), flavonóides, taninos, mucilagens, vitamina C, ácido cafeico, ácidos fenóis, pectina, β-sitosterol, colina, antocianinas e oligo-elementos / sais minerais (principalmente cálcio, potássio e ferro).